sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Justiça determina quebra de sigilo de Agnelo e Orlando Silva

Foto: Fellipe Bryan Sampaio, iG Brasília
O petista Agnelo Queiroz, governador do Distrito Federal

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou hoje (18) a quebra de sigilo fiscal e bancário do ex-ministros do Esporte Orlando Silva, do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e do policial João Dias.
Entenda a crise no Ministério do Esporte
A investigação: Polícia Federal apura convênios de ONG com Ministério do Esporte
O ministro Cesar Asfor Rocha, relator dos inquéritos que apuram denúncias contra os acusados, acatou pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), encaminhado hoje ao STJ.
A quebra de sigilo será referente ao período entre 2005 e 2010, época em que supostamente ocorreram os desvios no programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte. Asfor Rocha também acatou o pedido para tomar depoimento de Agnelo Queiroz, Orlando Silva e de mais 26 pessoas.

Foto: AE
Orlando Silva, ex-ministro do Esporte
Postado por prof: Gilvan (fonte: IG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário