quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Quem te viu e quem te ver Ricardo...

Ricardo Murad superfaturou leite e biscoito


Ao contrário do que a família Sarney/Murad tenta negar, após o escândalo desencadeado pelo depoimento de Ricardo Murad na apuração da operação “Sermão aos Peixes”, da Polícia Federal, a pasta da saúde é envolta em diversos escândalos no período de sua gestão, de 2009 a 2014.

Enquanto a população do Maranhão amarga doenças do século passado, como a hanseníase e crianças morrem de diarreia, um levantamento da Secretaria de Transparência e Controle, criada pelo governador Flávio Dino para combater a corrupção que dura no Estado há 50 anos, mostra superfaturamento de 45% a 85% nos contratos de saúde.
Documentos levantados pela secretaria de Transparência e Controle mostram que a Secretaria de Saúde, sob o comando de Murad durante a gestão da ex-governadora Roseana Sarney, pagou exatos R$ 10,95 por um copo de leite com biscoitos à empresa Litucera Engenharia e Limpeza.
No Hospital Carlos Macieira, em São Luís, o valor pago pelas refeições era firmado por preço fechado, independentemente do volume. Cada uma custava R$ 10, independente do conteúdo, que, em muitas das vezes, era apenas uma fruta, um chá com biscoitos ou um copo de suco. A alimentação no hospital era fornecida também pela Litucera.
A Litucera era uma das 19 empresas contratadas sem licitação que aparecem em todas as prestações de contas do sistema e é a mesma que doou R$ 200 mil para a campanha da deputada estadual Andrea Murad (PMDB), filha de Ricardo.

De acordo com os auditores da gestão atual, o indício de direcionamento das contratações está em justamente a empresa aparecer nessas prestações de contas, em todos os serviços. Após a auditoria nas contas do Hospital Carlos Macieira, o governo Flávio Dino irá economizar R$ 120 mil por ano, somente nos valores pagos em refeições servidas no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário