Informar bem é o nosso compromisso!

domingo, 19 de outubro de 2014

Hospital Público do Município de São Pedro da Água Branca, na rota das investigações da Polícia Federal

A Polícia Federal do Maranhão vem afunilando a cada dia uma rigorosa investigação sobre a Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão, em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), entre outros órgãos fiscalizadores.
Durante uma sigilosa apuração de anos, os federais descobriram que um assessor do cargo de Gestor FES assina todos os contratos oriundos de Saúde, sendo assim um escudo humano para não afetar diretamente ou indiretamente o ordenador de despesas da Pasta.

Em boa parte dos contratos assinados pelo assessor, aparecem como maiores beneficiados em cifras milionárias um Instituto e a Associação Tocantina para o Desenvolvimento da Saúde, ambas atuam administrando diversos hospitais do estado.
Nas investigações foi constatado também contratos em valores extremamente elevados para uma construtora executar serviço de construção, manutenção e reforma de unidade hospitalares onde deveriam ser utilizado um material, mas usaram outro inferior ao que tem na clausula contratual.

O desencadeamento da Operação da Polícia Federal vai relevar os milhões desviados e como atua na Saúde do Estado uma organização criminosa (ORCRIM).

A bomba de efeito retardado vai estourar ainda neste ano.

Hospital Público do Município de São Pedro da Água Branca, na rota das investigações da Polícia Federal

Um elefante branco de obras inacabadas, o Hospital Municipal de São Pedro da Água branca,  passa por uma reforma que se arrasta desde 2010, mas o que se vê é uma situação de total abandono. Banheiros  interditados, vazamentos,  paredes com infiltração sujas de sangue, pias sem torneiras, etc... As condições de abandono da unidade de saúde já foram objeto de várias denúncias no Ministério Público local.
                                   
                                                 Bonito por fora e um desastre por dentro
De acordo com informações levantadas, a Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão liberou recursos na ordem de R$ 1.405.885,10 (hum milhão, quatrocentos e cinco mil, oitocentos e oitenta e cinco reais e dez centavos) para equipar, reformar e ampliar a estrutura física do hospital. A obra iniciou em 2010 e continua inacabada, apesar de todos os recursos terem sido liberados para o município.

A obra iniciada no meio do primeiro mandato do prefeito Vanderlúcio Simão Ribeiro(PMDB) sem previsão para terminar, agora pode trazer muitas dores de cabeça para ele, uma vez que, o município de São Pedro da Água Branca está incluído entre um dos 72 municípios que ganharam recursos para construir ou ampliar e reformar hospitais públicos, hoje todos sob suspeitas.

Veja o contrato que a prefeitura firmou com a Empresa NESP para fazer a obra que até hoje não foi concluída.

EXTRATO DE CONTRATO. CONTRATO: Nº. 073/2010; TOMADA DE PREÇOS: 19/2010; CONTRATANTE: Município de São Pedro da Água Branca; CONTRATADA:NESP Empreendimentos Ltda, CNPJ/MF n.º 01.336.235/0001-11, estabelecida na Rua Gonçalves dias, 1833, Centro - Imperatriz-MA; OBJETO: Reforma e Ampliação do Hospital Municipal, localizado na sede do município de São Pedro da Água Branca; FUNDAMENTO LEGAL: Lei Federal 8.666/93; VIGÊNCIA: 180 (cento e oitenta) dias; VALOR TOTAL: R$ 1.405.885,10 (um milhão, quatrocentos e cinco mil, oitocentos e oitenta reais e dez centavos); DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 10 122 0052 1-033; FONTE DE RECURSOS: Convênio nº 329/2009-SE. São Pedro da Água Branca - MA, 22 de fevereiro de 2010. VANDERLÚCIO SIMÃO RIBEIRO - Prefeito Municipal.
Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

sábado, 18 de outubro de 2014

Veja a lista dos 163 municípios do MA que serão beneficiados com recursos para a Saúde

Gestores devem procurar a superintendência do BB, em São Luís, ou as agências locais para a devida formalização de convênios

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) intermediou proposta de acordo que resultará na liberação, por parte do Banco do Brasil, de recursos da área da saúde para 163 municípios maranhenses. A informação é da Assessoria da Federação.
O repasse está suspenso desde o mês de julho deste ano, devido a um Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre o Ministério Público Federal e o BB com o objetivo de impedir que as verbas federais repassadas pela União ao Fundo Estadual de Saúde fossem desviadas no momento do seu envio/pagamento para as Prefeituras enquadradas no Bloco MAC (Média e Alta Complexidade). O não repasse dos recursos por parte do Banco do Brasil está ocasionando sérias dificuldades financeiras a estas cidades maranhenses.
Presidente da Famem acionou o setor jurídico da entidade para intermediar uma solução para o impasse. Foto: Divulgação
EM DEFESA DOS MUNICÍPIOS Presidente da Famem acionou o setor jurídico da entidade para intermediar uma solução para o impasse. Foto: Divulgação
No último dia 13, durante videoconferência realizada na sede da superintendência regional do Banco do Brasil, em São Luís, o setor jurídico da Famem intermediou, junto aos representantes do MPF e BB o seguinte acordo: para não mais continuar prejudicando financeiramente os municípios e suas populações, a instituição bancária formalizará convênios com as 163 Prefeituras para que as mesmas possam emitir boleto de cobrança das suas produções mensais (AIHs) para pagamento pela Secretaria de Estado da Saúde e, desta forma, receber os recursos oriundos da União e repassados ao FES.
A proposta, além do Ministério Público Federal e Banco do Brasil, foi aprovada por representantes da Secretaria de Estado da Saúde e da Controladoria Geral da União. Tal medida, de acordo com o que ficou definido durante a reunião, continuará sendo adotada pelo BB até que a instituição bancária modifique ou altere o seu sistema de travas visando permitir que o mesmo aceite mais de uma transferência de recursos entre entes governamentais.
De acordo com o jurídico da Famem, a superintendência regional do Banco do Brasil já está se movimentando no sentido de executar o acordo junto as Prefeituras, as quais devem imediatamente procurar a superintendência da instituição bancária ou mesmo as agências locais para a devida formalização do supracitado convênio.
Informações detalhadas sobre o assunto também podem ser obtidas através do telefone 3215 4900, da Superintendência Regional do BB.
Abaixo, a lista completa dos 163 municípios maranhenses beneficiados:
  • Afonso Cunha
  • Água Doce do Maranhão
  • Alcântara
  • Aldeias Altas
  • Altamira do Maranhão
  • Alto Alegre do Maranhão
  • Alto Alegre do Pindaré
  • Alto Parnaíba
  • Amapá do Maranhão
  • Amarante do Maranhão
  • Anajatuba
  • Anapurus
  • Apicum-acu
  • Araguanã
  • Araioses
  • Arame
  • Axixá
  • Bacabeira
  • Bacuri
  • Bacurituba
  • Barão de Grajaú
  • Bela Vista do Maranhão
  • Belágua
  • Benedito Leite
  • Bequimão
  • Bernardo do Mearim
  • Boa vista do gurupi
  • Bom jardim
  • Bom jesus das selvas
  • Bom lugar
  • Brejo
  • Brejo de areia
  • Buriti
  • Buriti bravo
  • Buritirana
  • Cachoeira Grande
  • Cajapió
  • Cajari
  • Campestre do Maranhão
  • Cândido Mendes
  • Cantanhede
  • Capinzal do Norte
  • Cedral
  • Central do Maranhão
  • Centro do Guilherme
  • Centro Novo do Maranhão
  • Cidelândia
  • Conceição do Lago-Açu
  • Davinópolis
  • Duque Bacelar
  • Feira Nova do Maranhão
  • Fernando Falcão
  • Formosa da Serra Negra
  • Fortaleza dos Nogueiras
  • Fortuna
  • Godofredo Viana
  • Gonçalves Dias
  • Governador Archer
  • Governador Edison Lobão
  • Governador Eugênio Barros
  • Governador Luiz Rocha
  • Governador Newton Bello
  • Graça Aranha
  • Guimarães
  • Humberto de Campos
  • Icatu
  • Igarapé do Meio
  • Igarapé Grande
  • Itaipava do Grajaú
  • Itinga do Maranhão
  • Jatobá
  • Jenipapo dos Vieiras
  • Joselândia
  • Junco do Maranhão
  • Lago do Junco
  • Lago dos Rodrigues
  • Lago Verde
  • Lagoa do Mato
  • Lagoa Grande do Maranhão
  • Lajeado Novo
  • Lima Campos
  • Loreto
  • Luis Domingues
  • Magalhães de Almeida
  • Maracaçumé
  • Marajá do sena
  • Maranhãozinho
  • Mata Roma
  • Matinha
  • Matões
  • Matões do Norte
  • Milagres do Maranhão
  • Mirador
  • Mirinzal
  • Monção
  • Montes altos
  • Morros
  • Nina Rodrigues
  • Nova Colinas
  • Nova Iorque
  • Nova Olinda do Maranhão
  • Olho d’Água das Cunhas
  • Olinda Nova do Maranhão
  • Palmeirândia
  • Passagem Franca
  • Pastos Bons
  • Paulino Neves
  • Paulo Ramos
  • Pedro do Rosário
  • Peri Mirim
  • Peritoró
  • Pindaré mirim
  • Pirapemas
  • Porto Rico do Maranhão
  • Presidente Juscelino
  • Presidente Médici
  • Presidente Sarney
  • Presidente Vargas
  • Primeira Cruz
  • Raposa
  • Riachão
  • Ribamar Fiquene
  • Rosário
  • Sambaíba
  • Santa Filomena do Maranhão
  • Santa Luzia do Paruá
  • Santa Quitéria do Maranhão
  • Santana do Maranhão
  • Santo Amaro do Maranhão
  • Santo Antônio dos Lopes
  • São Benedito do Rio Preto
  • São Bernardo
  • São Domingos do Azeitão
  • São Domingos do Maranhão
  • São Felix de balsas
  • São Francisco do Brejão
  • São Francisco do Maranhão
  • São João Batista
  • São João do Caru
  • São João do Paraíso
  • São João do Sóter
  • São José dos Basílios
  • São Luis Gonzaga do Maranhão
  • São Pedro da Água Branca
  • São Pedro dos Crentes
  • São Raimundo das Mangabeiras
  • São Raimundo do Doca Bezerra
  • São Roberto
  • Satubinha
  • Senador Alexandre Costa
  • Senador La Rocque
  • Serrano do Maranhão
  • Sitio Novo
  • Sucupira do Norte
  • Sucupira do Riachão
  • Tasso Fragoso
  • Timbiras
  • Trizidela do Vale
  • Tufilândia
  • Turiaçu
  • Turilândia
  • Urbano Santos
  • Vila Nova dos Martírios

Leia Mais >>

Operação prende oito vereadores picaretas na Câmara de Joaquim Gomes, AL

Ex-secretário de saúde de Joaquim Gomes também foi preso na operação.
Políticos são acusados de receber dinheiro para apoiar gestão municipal.


Uma operação realizada pelo Ministério Público Estadual (MP) por meio do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), com apoio das polícias Civil e Militar, prendeu oito vereadores e o ex-secretário de Saúde de Joaquim Gomes, região Norte deAlagoas, na tarde desta quarta-feira (8). De acordo com as investigações, os políticos teriam recebido dinheiro para integrar a base aliada do prefeito afastado daquele município, Toinho Batista (PSDB).
As prisões ocorreram na Câmara dos Vereadores. Particiram da operação o Batalhão de Operações Especiais (Bope), o Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) e agentes da Polícia Civil coordeanadas pelo diretor-geral Carlos Reis.
Foram presos Edivan Antônio da Silva, Antônio Gonzaga Filho, Edvaldo Alexandre da Silva Leite, Cícero Almeida Lira, Adriano Barros da Silva, Antônio Márcio Jerônimo da Silva, Antônio Emanuel de Albuquerque de Moraes Filho, o Maninho, e Tereza Cristina Oliveira de Almeida. O ex-secretário de Saúde do município, Ledson da Silva, também foi preso por intermediar o pagamento aos vereadores.
O promotor de Justiça Carlos Davi Lopes Correia Lima disse que as investigações começaram na primeira quinzena de setembro, quando o MP recebeu a denúncia de corrupção. “Descortinamos uma verdadeira organização criminosa composta por legisladores e integrantes do Executivo, que visava vender o apoio político à administração afastada em troca de uma quantia mensal, no valor de R$ 2 a 4 mil”, explicou o promotor.
O coordenador do Gecoc, promotor de Justiça Alfredo Gaspar de Mendonça, revela que, entre as provas que motivaram o pedido de prisão cautelar à Justiça, encontra-se um vídeo no qual mostra os vereadores recebendo dinheiro do ex-secretário de Saúde. “Eles recebiam uma espécie de 'mensalinho' para apoiar as ações do governo municipal e não efetivar a fiscalização devida”, destacou.
No vídeo registrado por uma câmera escondida dentro do veículo utilizado por Ledson da Silva, o primeiro a aparecer é Edivan Antônio, que também trabalha como escrivão do Fórum de Joaquim Gomes . O vereador é filmado recebendo uma quantia de dinheiro e, em seguida, cobrando a parte de Adriano Barros e Antônio Márcio.
Também foram registrados os momentos em que o ex-gestor repassava o pagamento em espécie ao presidente da Câmara, Antônio Gonzaga Filho, e aos vereadores Edvaldo Alexandre e Cicero Lira. Já Antônio Emanuel de Albuquerque e Tereza Cristina Oliveira receberiam dinheiro durante um encontro realizado em Maceió. “Todo mundo que tem acordo pega”, revela o representante da Prefeitura Municipal no vídeo.
Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os presos serão levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, onde farão exame de corpo de delito, e em seguida, deverão ser ouvidos por promotores.
Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

NEPOTISMO UM CÂNCER QUE CORRÓI O MUNICÍPIO DE SÃO PEDRO E DEVE SER COMBATIDO!

TEMA DO NEPOTISMO É DESTAQUE EM 2º DEBATE DOS PRESENCIÁVEIS
         
          2º debate do 2º turno da corrida presidencial
Em um debate muito acalorado ocorrido entre os providenciáveis na noite desta quinta - feira(16) no SBT, a presidente Dilma abordou mais uma vez o caso do nepotismo quando o senador Aécio Neves era governador de Minas Gerais. “Nunca nomeei parentes para o meu governo. Gostaria de saber se o senhor fez a mesma coisa?”, perguntou. Aécio explicou que a irmã, Andreia, prestava serviço voluntário. Dilma, então, replicou: “Ela era responsável pela destinação das verbas em todas as questões relativas à propaganda”, disse a presidente. Aécio se silenciou e foi acusado de ter nomeado ainda no seu governo “um tio, três primos e três primas”, Dilma disse que esse episódio de nepotismo é lamentável e vergonhoso, além de configurar um crime contra a população.
No município de São Pedro da Água Branca, apesar da prática de empregar parentes na administração pública configurar um crime e ser imoral, a lei do nepotismo não tem valor algum, neste município o prefeito faz sua própria lei. Veja a relação abaixo dos parentes que ocupam cargos na prefeitura:

FONTE: PRESTAÇÃO DE CONTAS DE SÃO PEDRO DA ÁGUA BRANCA,  EXERCÍCIO 2013, TCE-MA
NOME
CARGO
SALÁRIO EM REAIS
Parentesco
Com o prefeito      Vanderlúcio
Vanderlúcio Simão Ribeiro
Prefeito
17.550,00
Ivonete Simão Ribeiro
Sec. de Ação Social
4.387,00
Esposa
Samuel Kesley Ribeiro de Sousa
Sec. de Finanças
4.387,00
Filho
Vanderley Reis Simão 
Sec. de Obras
4.387,00
Irmão
Eudes Siqueira de Souza
Motorista
6.526,00
Cunhado
Elizângela Silva Batista
Digitadora
2.456,00
Nora do prefeito

Total dos gastos bancados pelos cofres público do município: 49.692,00(em reais)
Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

VEREADORA DE VILA NOVA DOS MARTÍRIOS, MARIA JOSÉ DE SOUSA, TEVE PRESTAÇÃO DE CONTAS REJEITADAS PELO TCE-MA

Dez presidentes de Câmaras Municipais têm contas julgadas irregulares pelo TCE/MA


Gestores tiveram parecer favorável do Ministério Público de Contas. Condenações cabem recursos

                                  
Em sessão plenária realizada nesta quarta-feira (15), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão julgou irregulares as prestações de contas de vários vereadores que ocuparam, ou ainda estão ocupando, cargos de presidentes de Câmaras Municipais. As condenações, sobre as quais cabem recursos, tiveram parecer favorável do Ministério Público de Contas.
Na condição de presidente da Câmara Municipal de Barra do Corda, o vereador Antônio Marcos Cunha de Almeida teve julgadas irregulares as suas prestações de contas referentes ao exercício financeiro de 2010. Ele foi condenado a devolver ao erário a quantia de R$ 8 mil, além do pagamento de multas que, juntas, somam o valor de R$ 34 mil.
Na cidade de Peritoró, o vereador/presidente Raimundo Veras Pereira teve julgadas irregulares suas prestações de contas também relativas ao exercício financeiro de 2010. Foi condenado ao pagamento de débito no valor de R$ 18 mil e multa de R$ 3 mil.
Jair Costa Peixoto (Câmara Municipal de Gonçalves Dias, exercício financeiro de 2009), foi condenado a devolver aos cofres públicos R$ 55 mil e pagar multa no valor de R$ 22 mil.
Genilvaldo Fonseca Pinheiro e Francisco Lima dos Santos, presidentes, no ano de 2010, das Câmaras Municipais de Ribamar Fiquene e Afonso Cunha, respectivamente, também tiveram as contas julgadas irregulares. O primeiro foi condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 23 mil e o segundo ao pagamento de débito de R$ 15 mil e multa de R$ 5 mil.
Aurélio Rodrigues Matos Filho, na condição de presidente da Câmara Municipal de Cachoeira Grande, teve julgadas irregulares suas prestações de contas do exercício financeiro de 2009. Foi condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 33 mil.
Benedito Barbosa teve julgadas irregulares as prestações de contas do exercício financeiro de 2009, ano no qual exerceu o cargo de presidente da Câmara Municipal de Alcântara. O mesmo terá que devolver ao erário R$ 53 mil e pagar multa de R$ 13 mil.
Na condição de presidente da Câmara Municipal de Altamira do Maranhão, o vereador Delson Lopes da Silva teve julgadas irregulares suas prestações de contas do exercício financeiro de 2010, tendo sido condenado ao pagamento do débito de R$ 28 mil e de multa no valor de R$ 33 mil.
Em Vila Nova dos Martírios, a vereadora Maria José Ferreira de Sousa, na condição de presidente do Poder Legislativo Municipal, teve julgadas irregulares as prestações de contas do ano de 2009. Ele terá que devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 41 mil, além do pagamento de multa no valor de R$ 10 mil.
Por fim, José Wilson de Oliveira, na condição de presidente da Câmara Municipal de Conceição do Lago Açu, teve julgadas irregulares as prestações de contas do exercício financeiro de 2009, tendo sido condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 18 mil.
Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

terça-feira, 14 de outubro de 2014

CALOTE ELEITORAL!

Prefeito de São Pedro da Água Branca,Vanderlúcio Simão Ribeiro, acusado de dar calote em cabos eleitorais


Muita gente ganhando pra levantar a bandeira dos candidatos derrotados de Vanderlúcio e depois da campanha ninguém quer pagar a conta.
Da direita para a esquerda: Hélio Soares, Vanderlúcio, Davi Júnior.

Prefeito não pagou o que foi prometido na campanha e até o momento não definiu uma data específica para efetuar o pagamento

O prefeito de São Pedro da Água Branca, Vanderlúcio Simão Ribeiro, apoiador dos candidatos derrotados Lobão Filho(Governador), Gastão Vieira(Senador), Davi Júnior(Dep. Federal) e Hélio Soares(Dep. Estadual), é acusada de dar calote em cabos eleitorais e nas mulheres e homens que trabalharam na campanha de 2014 como formiguinhas pedindo votos. Até o momento o prefeito não teria cumprido com os acordos feitos com as pessoas que trabalharam em seu Comitê de Campanha, fato esse que tem deixado muitas pessoas desconfiadas, uma vez que as eleições foram no dia 5 de outubro e tanto o prefeito como seus candidatos desapareceram do mapa de São Pedro sem definir data específica para efetuar os pagamentos.

Vanderlúcio contratou mais de 400 pessoas e vários carros de som para trabalharem na campanha de seus candidatos, mas segundo informações, não teria acertado com ninguém até o fechamento desta matéria.
Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Deputado Federal que tirou a 3ª votação no Município de São Pedro da Água Branca, Hildo Rocha, disse que fará oposição ao Governo Flávio Dino. Hildo Rocha foi apoiado em São Pedro pelo grupo do ex-prefeito Juca

“A história irá reconhecer o que Roseana fez pelo Maranhão”, afirma Hildo Rocha

hildo-rocha-AGE
Em entrevista na manhã desta quinta-feira(09/10), à Rádio Mirante AM, o eleito deputado federal, Hildo Rocha(PMDB), 3º mais votado em São Pedro da Água Branca, declarou-se como oposição ao governo de Flávio Dino(PCdoB), prometendo cobrar maciçamente as ações deixadas pela governadora Roseana Sarney(PMDB).
A história irá reconhecer o que Roseana fez pelo Maranhão. Em todas as áreas ela contribuiu com o Estado. Ligou as cidades por meio de estradas, vai inaugurar a nova sede do Ministério Público, além dos hospitais Macro Regionais já inaugurados pelo Maranhão – afirma Hildo.
Para Hildo, Flávio Dino, ao assumir dia 1º de janeiro de 2015, deve dar continuidade aos projetos da governadora. Hildo e os demais eleitos a deputados federais tomam posse dia 1 de fevereiro de 2015.
Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

domingo, 12 de outubro de 2014

IMAGENS DE MUITA FÉ NO DIA 12 DE OUTUBRO!


                                 
Igreja Católica mostra sua força em São Pedro da Água Branca e reúne mais de 6.000 fiéis na 22ª Caminhada de Nossa Senhora Aparecida
Veja imagens da caminhada pela fé!

Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

VERGONHOSO!

Creche municipal, Boa Esperança, tem energia cortada por falta de pagamento

                
                                Foto: Creche Boa Esperança
A Creche Boa Esperança, situada na rua Marechal Deodoro da Fonseca, no centro da cidade de São Pedro da Água Branca, está com o fornecimento de energia elétrica cortado há vários dias. De acordo com informações de professores da Creche, o motivo do corte seria a falta de pagamento das contas da CEMAR(Companhia Energética do Maranhão).

Ainda segundo denúncias, o fornecimento de energia até o momento não foi regularizado, fato esse que vem comprometendo as atividades em sala de aula.

Esse é mais um episódio vergonhoso envolvendo o secretário de educação do município, professor Ivan, e o prefeito municipal, Vanderlúcio Simão Ribeiro.

Relatório parcial da irresponsabilidade da Gestão Pública Municipal

Locais Públicos com energia elétrica cortada por falta de pagamento
1- Posto de Saúde do Bairro Habitar Brasil
2- Creche Boa Esperança
3- Conselho Tutelar
4- Local onde funciona a Secretaria de Ação Social


Enquanto isso a família metralha e sua colônia de parasitas, seguem saqueando os cofres público do município...

Por prof: Gilvan

Leia Mais >>

sábado, 11 de outubro de 2014

CAOS NA SAÚDE DE SÃO PEDRO DA ÁGUA BRANCA: HOSPITAL FUNCIONANDO SEM MEDICAMENTOS, SEM ENFERMEIRO PADRÃO E SEM MÉDICO PLANTONISTA

O médico plantonista viajou dizendo que iria embora por falta de pagamento 
              

A situação crítica da saúde no Município de São Pedro da Água Branca é extremamente grave e preocupante. Falta vontade política para resolver o problema. Habitualmente, a população se depara com um hospital sem as menores condições de prestar um atendimento com dignidade aos pacientes São-pedrenses à verba da saúde é constantemente corroída por dois tipos de cupins insaciáveis: a má gestão e a corrupção, irmãs siamesas. Os escândalos de corrupção envolvendo o prefeito Vanderlúcio Simão Ribeiro e seu secretariado se sucedem e a população segue sofrendo as consequências das ações acometidas por esta colônia de parasitas que se instalou na administração pública de São Pedro.

O único posto de saúde em funcionamento no município, Posto de Saúde do Bairro Habitar Brasil, foi fechado por conta do fornecimento de energia elétrica ter sido interrompido por falta de pagamento. Aliás, segundo informações, a prefeitura já não pagava a energia deste local a cerca de 3 anos. O posto vinha funcionando graças a uma ligação clandestina, conhecida como ”Gato”, feita por um funcionário da prefeitura.

Os funcionários da saúde estão com seus salários atrasados novamente, trabalhando completamente desestimulados, pra agravar a situação, o médico que deveria cobrir os plantões do Hospital Municipal de São Pedro da Água Branca, arrumou suas malas e viajou dizendo que ia embora pra nunca mais voltar, O motivo, “estaria a cerca de 2 meses sem receber um centavo da prefeitura".



O enfermeiro padrão que deveria se encontrar presente no hospital, também estava ausente, a "BOMBA" ficou mais uma vez com os técnicos de enfermagem que ao longo destes 6 anos de “DESGORVERNO” no município de São Pedro, atuaram heroicamente fazendo o papel de enfermeiro padrão, médico e até anjo milagroso para salvar as vidas das pessoas que vêm sendo tratadas como algo sem valor pelo prefeito Vanderlúcio e o secretário de Saúde Francisco Taveira Peixoto.

Leia Mais >>

  ©Blog O folheto - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo